Você está em:

Notícia

Austrália, E.U.A e Canadá – o mundo é pequeno para as alunas de Pós em Fisioterapia!


23
março 2017

Três alunas do Programa de Pós-graduação em Fisioterapia tiveram suas bolsas de doutorado sanduíche aprovadas pela CAPES e terão a oportunidade de estudar em outros países a partir de abril.

Alessandra Narciso, orientanda do Prof. Dr. Leonardo Costa, fará parte de seu doutorado na Austrália; Alethéa Nardini, orientanda da Profa. Dra. Sandra Freitas, nos Estados Unidos da América; e Camila Astolphi Lima, orientanda da Profa. Monica Perracini, no Canadá.

Em meio aos preparativos, elas nos contaram sobre suas expectativas. Confira!

 

intercambio_alessandra_unicid“Para que alguma coisa faça verdadeiramente sentido para nós, é preciso que tenhamos nossa própria experiência. Fico sempre muito feliz em ouvir depoimentos de professores e amigos que tiveram a oportunidade de viver uma experiência de intercâmbio, e dessa vez terei a oportunidade de vivenciá-la pessoalmente. Serão quatro meses de estudo e muito trabalho na Austrália para concluir o Doutorado em Fisioterapia. Creio que será uma excelente oportunidade de me aprimorar ainda mais como profissional e, sem dúvida, uma experiência pessoal inesquecível. Sou muito grata ao meu orientador, Prof. Leonardo, que sempre me incentivou a realizar esse sonho, a CAPES, pela bolsa de estudos, e à UNICID, que me deu toda base de formação profissional”. Alessandra Narciso.

 

Prof. Dr. Leonardo Costa sobre Alessandra Narciso
A Alessandra fez uma série de estudos sobre um método de tratamento para pacientes com dor lombar denominado Mckenzie. Nesse processo, ela foi coorientada pelo Prof. Dr. Mark Hancock, da Macquire University, localizada em Sydney, na Austrália. O Mark é um expert em análises estatísticas complexas e ensaios clínicos. A Alessandra terá uma excelente oportunidade para vivenciar o departamento de fisioterapia onde o Mark trabalha e desenvolverá mais um projeto com ele. É uma oportunidade de ouro para ela.

 

intercambio_camila_unicid“Esta bolsa de estudos realmente é uma oportunidade única. Neste período de intercâmbio, poderei conhecer uma universidade renomada, com recursos de pesquisa diferentes dos que encontramos no Brasil, além de aprender com uma das melhores pesquisadoras da minha área. Sinto-me privilegiada por ter a oportunidade de participar de um projeto de pesquisa internacional. Com certeza essa experiência me trará um grande aprendizado no âmbito profissional e pessoal”. Camila Astolphi Lima

 

Profa. Dra. Monica Perracini sobre Camila Astolphi Lima

O estudo da Camila trata sobre fratura de quadril em idosos. Estamos conduzindo um ensaio clínico para saber se um programa de fisioterapia tardio (após seis meses da fratura) pode ajudá-los na recuperação da mobilidade e funcionalidade — estudos mostram que, em geral, esses idosos não recuperam sua mobilidade prévia à fratura, tendo problemas para andar e correndo risco de quedas.

A Camila vai ficar na University of Alberta, no Canadá, sob a supervisão da Profa. Lauren Beaupre, do Departamento de Fisioterapia e Cirurgia (Divisão de Cirurgia Ortopédica), que é uma das melhores pesquisadoras na área de fratura de quadril.

 

intercambio_alethea_unicid“Realizarei meu estágio sanduíche no “Motor Control Laboratory” do “Department of Kinesiology” da “Pennsylvania State University”, nos Estados Unidos, sob a supervisão do Prof. Dr. Mark Latash, renomado cientista na área de Controle Motor e um dos pioneiros na análise da abundância motora. Espero, com tal oportunidade, ampliar a produção de pesquisas e transmitir o conhecimento adquirido a outros alunos do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia. Reconheço que se trata de rara oportunidade em minha trajetória acadêmica, razão pela qual, sincera e afetuosamente, empenho os meus agradecimentos a todos os professores e colegas que me incentivam na realização desse grande projeto”. Alethéa Nardini.

 

Profa. Dra. Sandra Freitas sobre Alethéa Nardini

A minha aluna, Alethéa, está no 3ª ano de doutorado e, sob a minha orientação, está desenvolvendo uma série de estudos de Biomecânica e Comportamento Motor, voltados ao entendimento das sinergias motoras usadas no movimento de alcance enquanto mantém o equilíbrio na posição em pé. Embora pareça uma tarefa simples, indivíduos que sofreram acidente vascular encefálico podem ter dificuldades em executá-las. Assim, esses estudos poderão contribuir na elaboração de estratégias para melhoria dessas funções nos pacientes.

O estágio no exterior com o Prof. Dr. Mark Latash, no Kinesiology Department da Penn State University, EUA, será fundamental para que ela aprenda as técnicas necessárias para as análises de sinergias motoras. Dr. Latash é um dos pesquisadores mais renomados da área de Biomecânica, Neurociência e Controle dos Movimentos.