Você está em:

Notícia

Intercambistas vêm ao Brasil interessadas em projeto de Iniciação Científica de aluna de Medicina


08
agosto 2018

As alunas Ioana Patricia Isfan,  do 3º ano de Medicina da Carol Davila University of Medicine and Pharmacy na Romênia, e Alexandra Weinreich, do 5º ano de Medicina da Aarhus University na Dinamarca, intercambistas por meio por meio da Coordenação Local de Estágios e Vivências – CLEV — vinculada à International Federation of Medical Student´s Association – IFMSA — durante o período de estudos no País, se interessaram pelo projeto de Iniciação Científica desenvolvido pela aluna do 7º semestre de Medicina da Unicid, Fernanda Cortinhas Barbosa.

Com o projeto Estudo do possível efeito analgésico, anti-inflamatório e antitumoral de peptídeos isolados de muco de raia Dasyatis americana, Fernanda Cortinhas Barbosa tem como objetivo estudar o possível efeito analgésico, anti-inflamatório e antitumoral de moléculas purificadas do muco da raia Dasyatis americana, visando sua futura utilização no tratamento do câncer.

Saiba mais:

A utilização de substâncias naturais com propriedades terapêuticas tem sido realizada desde as antigas civilizações. Apesar das raias marinhas corresponderem a um número menor de relatos de acidentes no Brasil, a costa brasileira possui grande variedade de raias marinhas e, tanto o teor bioquímico como as possíveis atividades biológicas referentes às suas secreções permanece desconhecido.

Diferentes atividades biológicas, tais como antitumoral, anti-inflamatória e antibacteriana, já foram demonstradas para moléculas obtidas de raias. Portanto, é objetivo das alunas estudarem os possíveis efeitos biológicos citados acima de moléculas purificadas do muco da raia Dasyatis americana.

 

As intercambistas ficarão um mês no Brasil acompanhando os ensaios experimentais do projeto de pesquisa de Iniciação Científica da aluna Fernanda. Elas aprenderão a fazer a manipulação animal e os modelos para avaliação da sensibilidade dolorosa. Ainda, frequentarão aulas, particularmente, do Hospital Simulado e das Práticas Cirúrgicas.

Fernanda Cortinhas Barbosa (no meio) com Ioana Patricia Isfan (esquerda) e Alexandra Weinreich (direita).